Posts on Apr 2016

Reinaldo Godinho faz shows para lançamento do álbum Na Bica da Manhã

Godinho

 

O cantor paranaense Reinaldo Godinho fará shows de lançamento do seu mais recente trabalho “Na Bica da Manhã” no Teatro Positivo, 15 de abril, e Teatro Paiol, dias 26, 27 e 28 de abril. O artista, que também é compositor, arranjador e produtor, se apresenta ao violão acompanhado pelos músicos Mário Conde, Márcio Rosa e Glauco Sölter. As apresentações também contam com a participação do cartunista e poeta Luiz Antônio Solda, que recitará poemas ao público.

De natureza leve, o 8º disco autoral de Reinaldo Godinho harmoniza com diferentes ritmos: bossa, samba, blues, bolero, canção, afandagado (com origem no fandango caiçara do litoral). Trabalho que vem sendo construído ao longo de quatro anos, o disco nasceu do poema “Na bica do sol da manhã”, do livro “Um tempo para si”, de autoria do próprio Godinho. O álbum tem arranjos dos músicos Ervin Fast, Claudio Menandro, Vicente Ribeiro, Glauco Sölter, Cauê Menandro, Mário Conde e Carlos Freitas. Conta ainda com a participação de João Pedro Teixeira, Endrigo Bettega, Lu Pasinato, Gabriel Schwartz, Sergio Coelho, Tiziu.

Raízes paranaenses

Reinaldo Godinho é natural de Siqueira Campos, cidade paranaense onde viveu até seus nove anos. Mudou-se para Curitiba no início dos anos 60, e aos 15 já era músico. Vivenciou a cena musical curitibana e foi também influenciado pelos artistas nacionais e internacionais da época. “Sou curitibano por adoção. Minha carteira profissional de músico da OMB é de 1967, somando 49 anos de estrada”, afirma Godinho.

Autêntico representante da música popular paranaense, defende a valorização da cultura local. Além dos oito discos, publicou três livros de poesias: “Espelho de barro”, “Um tempo para si” e “Vamos dançar?”.

Produções musicais

“Velho Baltazar” – 1978.
“Reinaldinho” – 1982.
“Semente Bendita” – 2001.
“Cantares”– 2003.
“Jogo de Cintura” – 2004.
“Pé Vermeio Leite Quente” – 2006.
“Curitiba Sol” – 2012.


Serviço

Reinaldo Godinho
Lançamento do CD Na Bica da Manhã

Teatro Positivo: 15 de abril de 2016, às 21h
Disk Ingresso: R$ 30 inteira / R$ 15 meia-entrada

Teatro Paiol: 26, 27 e 28 de abril de 2016, às 20h
Vendas no local: R$ 20 inteira / R$ 10 meia

Arte com aroma de café

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

 

Já imaginou combinar um café quentinho com ilustrações exclusivas? Não precisa ficar só na imaginação. Ao entrar no Degusto Café da Praça da Espanha ou na loja da Mercadoteca é possível conferir o trabalho da artista curitibana Analu Louise. Com um olhar único e traços delicados, a ilustradora expõe, até junho, pôsteres e lemoskines que levam sua arte estampada.

As obras, que combinam frases, texturas e cores vibrantes, são quase todas começadas a mão, segundo a artista. “Geralmente começo no papel e só depois transporto para o digital, quando as finalizo”, explica Analu, há pouco mais de um ano a frente da Louis, sua marca de ilustração.

As obras expostas no Degusto Café têm preços a partir de R$48,00 e prometem encantar todos os que fizerem aquela pausa para um cafezinho nos próximos meses.

 

Serviço:

Exposição Louis – Coisas Ilustradas

Local: Degusto Café – lojas Praça da Espanha e Mercadoteca

Endereços: Alameda Dr. Carlos de Carvalho, 1148 – Batel (Praça da Espanha) e R. Paulo Gorski, 1309 – Mossunguê (Mercadoteca)

 

Horários:

Mercadoteca:

segunda-feira: fechado

terça-feira a sábado: das 10h às 22h

domingo: das 10h às 19h

Praça da Espanha:

segunda-feira a sábado: das 10h às 22h

domingo: das 14h às 19h

 

Colégio Medianeira inicia campanha de incentivo à sustentabilidade

abra-seus-olhos-site

 

Adotando a iniciativa da Companhia de Jesus, o Colégio Medianeira deu início ao projeto “Abra seus olhos e veja coisas novas” .  O objetivo é repensar questões socioambientais, assim como promover ações sustentáveis, como a coleta do papel reciclável, a troca dos copos plásticos por canecas, além de estudos para a redução do consumo de energia, uso racional da água e a coleta seletiva de resíduos.

O responsável pelo Centro de Educação Ambiental do Medianeira (CEA), Roberto Casagrande Filho, comenta que o colégio acredita na proposta sustentável como um meio para buscar soluções para os problemas socioambientais da sociedade, e também, reafirmar o uso do conhecimento como elemento de transformação. “A campanha envolve a conscientização de todos, alunos, professores e educadores. Como trabalhamos a educação ambiental dentro do projeto pedagógico, o programa vai ao encontro da proposta do colégio”, ressalta.

Para o diretor acadêmico do Colégio Medianeira, Fernando Guidini, trabalhar a sustentabilidade com os educandos dialoga com as dimensões da proposta de aprendizagem integral da Rede Jesuíta de Educação. Esse conceito não se confunde com a permanência em tempo integral do aluno na escola, mas sim ao aprendizado constante e permanente, mesmo fora dos muros da instituição de ensino. “A sustentabilidade chega ao currículo escolar como o elemento de fundo que nos faz pensar. No sentido de uma responsabilização, sobre o cuidado com o espaço, com os outros, com o ambiente como um todo, configurando-se como fundamental na formação para a excelência”, explica Guidini.